Worlds

Construção Estátua da Liberdade (1)

São sons de ondas

Mera lembrança aprofunda

Ventos de conchas

Brumas surdas

 

Tange alguma música

Para o tempo possível

O verso faz o poeta

De partitura invisível

 

Falar das mesmas coisas,

Torpes, vírgulas e infinitos

Numa roupagem de asas

Livre de todos os ritos

 

São multidões

Aptos e atentos de luas

Atos e paixões

De vestes nuas

 

Fora da era

O aquário é areia

E clareia

Poesia etérea.

– Iatamyra Rocha

 

Só para maiores

 

 

 

Anúncios

Obrigada pela visita e palavras.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s