Sina

Sinto

preencho o papel

que se desmancha

em rios

a me esvaziar.

Águas

preenchem

o fluxo das palavras

envolvendo o leito

pronto para amar.

Poemas

satisfazem

minha necessidade

constante

de criar.

Lirismo

que me veste

da paisagem

ondulante

no céu, terra e mar.

Sina

descoberta pela vida

ora feia…ora bonita

ora margem…ora liquida

ser poeta: é navegar.

Iatamyra Rocha

Aquele beijo – Efêmero

Clariciando – Com licença poética – Prisma

Anúncios

Obrigada pela visita e palavras.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s