Versejando

Passeio pelos minutos

O tempo me faz um carinho

Segreda meus versos

Que aconchega e me faz ninho.

 

Ouço Drummond no coração

Hilda me veste um cântico

Já Adélia impõe razão

Florbela seus prantos.

 

Sinto todos

E sou nenhum

Passageira da vida

Nativa de um verso comum.

 

Recolho-me em mim

Cercada de grandes poetas

Adormeço assim

Entre rimas e serestas.

 

E se tudo fosse poesia

E se…..

Calo-me sem saber

Espero confiante

Um novo e ardente alvorecer.

®IatamyraRocha

Anúncios

Obrigada pela visita e palavras.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s