sagrado

Nada é sagrado

Só tuas faces que leio em exaustão

Profanando teu sorriso de infinito

Decifrando as linhas de tua emoção

Leio-te como em braille

Sentindo a cada toque um perfume novo

Perdendo-me no fluxo desse encanto

Como quem imerge um céu no pensamento

E se descobre decifrada em cada canto

Tenho certeza que nada é sagrado

Só esse vento que arrebata

Confunde e resume sentimentos a nada

Juntando a poeira do passado

Resgatando o sentir profanado

Que clama o amor tão quieto adormecido

Tudo isso me envolve na suave certeza

Nada é sagrado exceto teu simples sorriso.

®IatamyraRocha

Anúncios

2 comentários sobre “sagrado”

Obrigada pela visita e palavras.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s